quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Príncipes X Sapos




PESSOAL, ACHEI ESSE LINDO TESTEMUNHO NO BLOG http://www.minhaqueridareforma.com/2011/05/nosso-conto-de-fadas-da-vida-real.html E GOSTARIA DE COPARTILAHR COM VCS POIS É MUITO EDIFICANTE ! A ESCOLHA É NOSSA: SAPOS OU PRÍNCIPES !


“Nessa minha vida pregressa de Lagoa, entre um sapo e um cururu, eu vivia de casa pro trabalho, pra faculdade, pra igreja, pra casa... E às vezes, numa ou outra crise de tristeza porque "todo-mundo-tinha-namorado-menos-eu". Minha mãe dizia: "Minha filha, se acalme, quando Deus tiver que mandar o homem que ele tem pra você, ele vai mandar bater aqui na porta, ou quem sabe você vai estar cantando na igreja e ele entra!"

Como minha mãe é uma mulher muitcho sabida, eu comecei a ficar mais atenta sempre que alguém ia entregar pizza lá em casa, ou entregar uma encomenda da farmácia, carteiros tocando a campainha, enfim, bateu na porta eu tava de orelha em pé!! Fiquei mais atenta também a quem entrava na igreja... o único problema é que a igreja que eu frequento é praticamente composta de mulheres de meia-idade e alguns poucos homens pela mesma faixa etária, também casados... É... dava uma certa desesperança...

Até que um dia... depois de levar a última rasteira do último Cururu que passou na minha vida (gente... esse era CURURU de verdade, da pior espécie... afff... do tipo que abria porta do carro,  falava um milhão de coisas maravilhosas, mas mentia toda vez que respirava... mas deixemos os detalhes pra lá!!) eu olhei pra cima e tive uma conversa muito séria com Deus:
"Deus, veja só, pra mim chega!! Eu prefiro ficar pra titia geral do que passar por isso de novo!! Esse é o últimoooooo CURURUUUUU que passou pela minha vida, o ÚLTIMOOOOO!! A partir de agora, ou o Senhor me manda o meu príncipe, ou pode me deixar sozinha que eu vou ser bem feliz!!"

Mas, claro que a culpa não é de Deus, né, minha gente?? EU é que tinha o dedo podre!! e aí tive uma conversa comigo mesma: "Manoela Malta, já tá bom de se ferrar né, chega!" E assim, comecei uma longa conversa comigo mesma e ficou resolvido que não ia ter próxima vez, que agora só entraria na minha vida um homem de verdade, um homem cheio de Deus no coração, que estivesse de coração totalmente aberto pra mim! Caso contrário eu seria bem feliz sozinha, brincando com meus sobrinhos, viajando sozinha, saindo com minhas amigas, jogando conversa fora com minha mãe e pronto!!

Alguns meses se passaram... e estava eu na igreja, me preparando para cantar e... tchan tchan tchan tchannnnn... Eis que cruza a porta um homem alto, de óculos e.... LHIIINNNNDOOOO... que, por sinal, eu já conhecia de cumprimentar desde a adolescência, mas achava muita areia pro meu caminhãozinho (embora, por ele, eu desse infinitas viagenssss =] ).

Gelei.

Engasguei.
E pensei: "CABOU-SEEEEEEEEEEEEEEE!!!!" (minha mãe tava certaaaaaa!!!!)

E aí, domingos depois, estávamos lá, como dizia a mãe dele, parecendo namorinho de novela das 18h: acabava o culto e ficávamos conversando sobre o céu, a terra e o mar, inventando prosa só pra ficar mais tempo um perto do outro. Dar dois beijinhos era uma emoção!!

Até que, meses depois (sim, amores, MESES, contrariando toda a atual velocidade dos relacionamentos), saímos pela primeira vez, falamos do que sentíamos e combinamos que iríamos devagar porque nossa cota de fazer %$#¨#&*¨@  na vida já tinha se esgotado... E desde esse dia, não desgrudamos mais!!

Ele falou com meu pai, disse o que estava acontecendo e perguntou se ele abençoava. Papai querido abençoou e aí estávamos oficialmente namorando!!

Então, no dia 26 de Dezembro, noivamos, ao final de um culto na igreja, onde fui pedida em casamento aos meus pais diante de todos...

Então, fofinhas lindas... o resumo da ópera é: 

1. Os sapos só param de aparecer quando a gente DECIDE que nossa vida não é uma LAGOA!

2. Príncipes de verdade têm tantos defeitos quanto você e um conto de fadas de verdade é apenas uma história na qual vocês estão dispostos a se amarem apesar dos defeitos. Valorize o que o outro tem pra lhe dar e respeite o que é uma limitação para ele (a)!

Meu príncipe não é infalível, mas não hesita em pedir perdão. Ele não abre a porta do carro pra mim, mas escancarou portas e janelas do coração pra que eu pudesse entrar e me instalar. Ele não me dá joias, mas me dá um amor de verdade, me dá cumplicidade, companheirismo, cuida de mim, se preocupa comigo e me faz ter a sensação de que minha vida é mais leve porque posso compartilhá-la com ele. Ele não me leva pros restaurantes mais caros da cidade, mas me leva pra participar da vida dele nos mínimos detalhes. Ele não é um expert em etiqueta, mas nunca nenhum homem soube me tratar como uma princesa como ele faz! Ele não fala 5 idiomas, mas fala a linguagem de amor que me faz entender o quanto sou amada. Ele não lembra de todas as datas, mas lembra de me fazer feliz nas mínimas coisas. Ele não sabe cozinhar, mas sabe elogiar minha comida (até o arroz desastroso!) e me ajuda a lavar a louça enquanto me fala de como foi seu dia. Ele não é um poeta, nem sabe cantar, nem tocar instrumentos, mas não economiza palavras de amor sinceras que são melhores do que qualquer música!

E ele é assim... um príncipe! 
E nós somos assim... felizes! 
E nossa história é assim... um conto de fadas da vida real!!”

PARA LER ESTA MENSAGEM MARAVILHOSA POR COMPLETO E VER AS FOTOS, ACESSE http://www.minhaqueridareforma.com/2011/05/nosso-conto-de-fadas-da-vida-real.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário