segunda-feira, 4 de março de 2013

Na dúvida, não case



Observe alguns sinais de que a relação pode não dar certo
Da redação / Foto: Thinkstock
redacao@arcauniversal.com






Não existe uma fórmula mágica que faça um casamento dar certo, apesar de ser uma ótima ideia. Na vida a dois é normal que haja conflitos de opiniões, de ideias e até de interesses. Isso não quer dizer que a união não deu certo. O problema é que há casais que vivem constantemente em pé de guerra: discordam em tudo.

Depois de assumido o matrimônio é que a mulher percebe que o marido é grosseiro, intolerante, infiel. E ele, por sua vez, descobre que a mulher é ciumenta, carente, sentimental demais. Muitos casais ignoram defeitos que podem levar o casamento ao fracasso. Mas será que durante o namoro isso era imperceptível? A psicóloga Andrea Bandeira afirma que nesta fase da relação é possível sim observar sinais de que o casamento pode não dar certo. Para ela, as mulheres estão ainda mais propensas a ignorá-los.
“A mulher, em geral, cria mais expectativas. Ela entra no relacionamento com muitas fantasias e cria, na sua cabeça, um homem que seu parceiro não é na realidade. Quando percebe alguns sinais, finge que não é nada demais e que as coisas vão mudar e melhorar. Quanto mais apaixonada ela for, mais forte será esse processo e mais difícil de perceber a realidade”, explica a psicóloga.
A especialista cita alguns erros que podem levar muitos casais ao divórcio. “Achar que vai conseguir modificar o outro com o tempo, conhecer pouco o parceiro, falta de paciência e tolerância, casar por causa de gravidez sem amor e casar no auge da paixão.”
Andrea Bandeira ensina sobre os pontos que devem ser analisados antes do casamento. “Se o casal tem objetivos comuns com o casamento; se eles se respeitam apesar das diferenças; se as qualidades são maiores do que os defeitos e se os defeitos são fáceis de lidar; se existem boa troca e comunicação; se gostam de ficar juntos em silêncio; se o padrão é mais de entendimento do que de brigas e conflitos; se gostam de coisas em comum nos momentos de lazer, entre outros.”
A dúvida de muitos casais é se estão ou não preparados para assumir o compromisso do casamento. A psicóloga destaca algumas características do casal que está apto a dar o próximo passo. “Se, naquele momento, você pensa em viver aquilo para o resto da vida, se o investimento na relação é uma prioridade, se o casal tem senso de responsabilidade em relação à vida são alguns pontos a serem destacados.”
Para a especialista, não existe idade ideal para o casamento. “O ideal é que a motivação principal não seja a paixão porque ela pode ser momentânea. Quando se é muito jovem, essa tendência é maior”, finaliza.

Dicas para os recém-casados
  • Invistam cotidianamente na relação;
  • Tenham prazer em conversar sobre diversos assuntos;
  • Tenham muitos momentos prazerosos de lazer juntos;
  • Dividam alegrias e preocupações;
  • Tenham paciência e tolerância com os defeitos do parceiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário