sexta-feira, 10 de maio de 2013

Vivendo além dos sentimentos

Vivendo além dos sentimentos


"Cada um de nós tem cerca de 70 mil pensamentos todos os dias, muitos deles disparam em nosso interior uma emoção diferente. Não é de admirar que tantas pessoas se sintam como se fossem controladas por suas emoções. Nossa vida seria muito melhor se nós nos as controlássemos ao invés de cedermos a elas. Muitas pessoas são infelizes porque vivem baseadas em seus sentimentos. Pensando nos problemas que decorrem deste danoso estilo de vida, decidi escrever uma série de artigos sobre a área emocional baseando-me nos livros da autora Joyce Meyer, dos quais muitos trechos serão utilizados. Espero que estes artigos sejam úteis para auxiliá-lo a dominar as suas emoções e lidar com as decepções da vida e do dia a dia.

A decepção ocorre quando nossos planos são frustrados por alguma coisa que não podemos controlar. Podemos nos decepcionar com circunstâncias desagradáveis, com pessoas que nos desapontam ou até mesmo com Deus quando esperamos que Ele faça alguma coisa que tanto queremos e não vemos acontecer.

  Ninguém tem tudo o que quer o tempo todo, por isso precisamos aprender a lidar com a decepção da maneira adequada. Não há nada de errado em nos sentirmos decepcionados, mas como reagimos a isso é o que faz a diferença.

Todos nós temos um desejo natural de contar a alguém como nos sentimos, mas dizer isso a pessoa errada só piora os nossos problemas. Falar excessivamente sobre uma situação pode facilmente nos desviar para a reclamação, e isso é pecado. (1 Coríntios 10:8)

Se você realmente precisa conversar de uma maneira saudável, o melhor é procurar um amigo de confiança que possa orar por você ou um membro de família que você tenha mais liberdade ou então um líder espiritual. Não repita sem parar como você se sente. Apenas expresse seus sentimentos e siga em frente lembrando a si mesmo que Deus pode curá-lo e resolver a situação que o aflige. Talvez seja necessário procurar um profissional da área de psicologia para que ele o ajude a encarar problemas reprimidos que geram emoções doentias em sua vida. Conversar com um conselheiro é sempre bom, mas nunca se esqueça de que a primeira pessoa que você deve recorrer para conversar é Deus.

Se você está se tornando uma pessoa muito crítica e julgadora com si mesmo, com os outros ou com a igreja e suas palavras tem sido de descontentamento e amargura, disseminando e contaminando as pessoas ao seu redor, cuidado! Suas emoções estão tóxicas e poderão causar muitos problemas se você não colocar isso diante de Deus. Conserte-se com o Senhor, senão Ele permitirá que seus pecados sejam expostos a todos para que você seja corrigido em sua maneira de agir. Deus é um pai que ama e nos corrige, aleluia!

Embora nossos sentimentos possam ser fortes e exigentes, nós não somos obrigados a ceder a eles nem permitir que eles nos governem. Se esperarmos saber como nos sentimos antes de fazer as coisas que precisamos fazer estamos permitindo o controle dos sentimentos sobre nós. Felizmente somos dotados de livre arbítrio dado por Deus para que possamos tomar decisões que não se baseiam em emoções. Podemos escolher fazer o que é certo independente de como nos sentimos e assim sempre seremos fortalecidos por Deus.

Este é o ano da maturidade. As pessoas mais imaturas são aqueles que não aprenderam a administrar suas próprias emoções. Deus não poderá guiá-lo enquanto as suas emoções forem o seu guia. 

Grande abraço,



Nenhum comentário:

Postar um comentário