quarta-feira, 25 de maio de 2016

A fase de conhecimento pré-namoro

Resultado de imagem para pré-namoro
Amados, 
O início do namoro é sempre tenso, porque muitas vezes ambos estão apaixonados e algumas características um do outro acabam passando despercebido. Namorar uma pessoa que pouco se conhece ou não se conhece em nada, e experienciar isso já dentro do namoro é correr muitos riscos gerando até mesmo defraudação em ambos ou em um dos envolvidos. Por isso o aconselhável é um tempo de conhecimento em amizade, sem contato físico (beijo na boca, abraço romântico, mãos dadas). Um tempo de conversar sobre as coisas do dia a dia, experiências vividas com o Senhor, de compartilhar devocionais, falar sobre família, trabalho, estudos, sonhos, projetos a curto e longo prazo, e sobre o que se espera de um namoro segundo os princípios cristãos. Esse tipo de relacionamento, chamado de corte por muitas igrejas, costuma evitar grandes transtornos no namoro. Não é a receita do sucesso no namoro, mas pode EVITAR que um namoro se inicie e no meio do caminho não dê certo porque observaram incoerência entre as personalidades de forma grotesca, nas escolhas e colheitas do passado com reflexo negativo ao futuro, planos para o futuro totalmente opostos, enfim, dentre outras coisas.
Quando se há interesse em alguém para um relacionamento é importante observar várias questões importantes sobre a vida dessa pessoa, e em um ou alguns encontros isso não é possível. Até porque você poderá até na conversa obter algumas informações, mas só saberá se são verdadeiras, e se a prática é coerente com a teoria daquela pessoa, no dia a dia, de forma natural.
Alguns pontos podem aparecer de imediato, outros em pouco tempo, e outros podem levar anos. Mas o fato é que se for possível conhecer o máximo possível antes do namoro, e correr menos riscos, melhor ainda!
Lógico que não há perfeição em nenhum relacionamento, mas deve existir maturidade em ambos para que a fase de conhecimento seja uma boa base para o início do namoro. Nem sempre o namoro seguirá para o casamento, pois no meio do caminho, ambos, um ou outro podem identificar que há fatores IMPORTANTES a serem considerados para não seguirem adiante no foco de se casarem, mas o período de corte ajuda muito.
Se há interesse do homem por uma mulher o ideal é que ele busque ao Senhor para obter direcionamentos importantes nessa fase, e então venha a investir na amizade com a mulher de interesse. É importantíssimo que esse homem tenha cuidado com a maneira de lidar com essa mulher, para não haver precipitações nem garantias que ainda não podem ser dadas, evitando assim a defraudação, que significa prometer o que não se pode cumprir. A verdade tem que ser dita e não mentiras para simplesmente alcançar seu objetivo de conquista.
Homens, iniciem a amizade de forma natural e depois com o tempo, tendo como base sua busca a Deus e observações, havendo segurança em seu desejo, deixe claro suas intenções, propondo então a corte, com um período de oração e amizade.
A mulher não deve tomar a iniciativa, mas pode ficar atenta às investidas desse homem, e havendo interesse e coerência com seu propósito de vida, pode permitir-se ser investida. Cabe ao homem procurar uma boa esposa, e à mulher permitir-se ser escolhida. Assim se uma mulher percebe que um homem está investindo nela, caso haja interesse ela pode permitir-se ser investida cautelosamente, cuidando para não se defraudar, se iludir, nem tirar conclusões precipitadas pensando até em casamento. Tem que ir devagar, dando lugar tempo a tempo. Mas se não a interessar, ela não deve dar esperanças ao rapaz, porém, tendo o cuidado para não ofendê-lo. Educação deve fazer parte, certo?
Ninguém precisa saber que estão conversando com um objetivo, e é bom evitar isso, para não ter muitas interferências de opiniões, mas vale a pena terem a tutela de alguém que confiam como discipuladores, principalmente se forem os pais, pai/mãe. Não precisa segredo total, mas o ideal é compartilhar apenas de forma restrita com quem pode contribuir e não dar palpite ao vento.
No tempo de côrte os envolvidos podem aproveitar a facilidade da tecnologia para conversarem. Hoje temos aí o whatsapp, facebook, para serem aliados à antiga ligação. Mas é legal que haja equilíbrio pra não se tornar chato. Nem chamar toda a hora, o dia todo, nem perder oportunidade de conversar respondendo só o óbvio. Por exemplo, se a pessoa te pergunta como foi seu dia, e você responde apenas que foi bom, praticamente encerrou o assunto. É bom responder algo mais sobre o que foi perguntando, ou fazer algum comentário sobre outro assunto.
Os envolvidos também podem combinar de conversarem pessoalmente também. De início podem combinar com alguns amigos de ambos, ir a igreja um do outro também com outras pessoas para não ficar um clima evidente de interesse evitando fofocas, enfim.
Aos poucos o relacionamento de amizade vai amadurecendo e ganhando uma forma, com evidências de um bom início para namoro ou que seja melhor permanecer em amizade.
Estabeleçam um prazo para a corte. E após o tempo estabelecido conversem sobre suas impressões abrindo se concordam em permanecerem amigos ou investir em um relacionamento sério.
Atenção! Nem todos os homens propõem a corte, por não conhecer essa ideia ou não concordar, achando bobagem, mas havendo a oportunidade , com a demonstração de interesse do homem, a própria mulher pode sugerir esse propósito. O que não fica bem é a mulher sugerir o propósito sem que o homem seja claro em sua intenção de namorá-la.
Bom... é isso ! Esperamos que esta mensagem contribua para vocês.
COM CARINHO,
ENSOL POÇO DE JACÓ

Nenhum comentário:

Postar um comentário