segunda-feira, 4 de julho de 2016

QUAL A DIFERENÇA DE AMOR E PAIXÃO?


"Uma grande amiga tinha vivido, durante três anos, um relacionamento muito turbulento cheio de ciúmes, términos e voltas súbitas. Onde o sofrimento era maior do que a  felicidade. Onde o ciúme imperava. Onde a insegurança era maior do que a certeza. E como não podia ser diferente, a história chegou ao fim. No auge do seu sofrimento ela me disse que a vida sem ele não tinha mais graça e que nunca mais iria amar outra pessoa!  Foi aí que eu perguntei se o que ela sentia por ele era amor de verdade ou uma daquelas paixões avassaladoras que nos deixa sem rumo, sem chão, sem visão, sem identidade e que nos faz passar a gostar mais do outro do de nós mesmos. Ela me respondeu, com toda certeza do mundo, que era amor verdadeiro. Aquela resposta não me surpreendeu em nada, pois quem nunca teve um relacionamento como este tão avassalador? Quem nunca cometeu uma loucura por alguém por achar que aquela era pessoa da sua vida? Quem nunca abriu mão do que mais gostava pra viver o que o outro mais gostava? Quem nunca achou que se ele ou ela te deixasse a vida não valeria mais a pena? Muitas pessoa costumam acreditar que  isto é amor. Mas definitivamente não é. E digo com conhecimento de causa. Existe uma grande diferença entre paixão e amor. 
Paixão é euforia, amor é calmaria. Paixão é rápida, amor é duradouro. Paixão é súbita, amor é progressivo. Paixão é agressiva, amor é delicado. Paixão é vendaval, amor é brisa. Paixão destrói, amor constrói. Paixão vinga, amor perdoa. Paixão é doença, amor é saúde. Paixão é dor, amor é alívio. Paixão é dúvida, amor é certeza. Paixão é loucura, amor é cura. O amor faz a gente querer ser mais, querer aprender mais para poder trocar com quem amamos novas lições de vidaO amor ajuda a superar dificuldades enquanto que a paixão cria obstáculos. A paixão é totalmente egocêntrica, passional, escandalosa. O amor é cuidadoso, atencioso e cúmplice. Ele nos faz acreditar que a felicidade não está nas mãos de outra pessoa e sim nas nossas mãos. Que só podemos ser felizes com alguém se conseguirmos ser felizes com nós mesmos.
O amor é aceitar que o outro tem defeitos, que somos diferentes, mas que podemos conviver com estas diferenças, pois o que atrai duas pessoas é exatamente o que um tem e o outro não. Há quem acredite que é necessário viver cegamente uma paixão já que as pessoas hoje em dia não se permitem mais sofrer. Mas quem disse que quem ama não sofre, não chora, não erra, não sente ciúmes e não se decepciona às vezes. 
Apesar da paixão ter mais contras do que prós em relação ao amor ainda acho que não há vida sem um pouco de paixão. Portanto o melhor seria viver a vida apaixonadamente para que possamos ter um amor de verdade!!!"


Autora: Dani Duarte
Bióloga e escritora


QUAL A DIFERENÇA DE AMOR E PAIXÃO?

Os jovens de hoje se confundem muito em relação ao que sente um pelo outro (a). Irei dar algumas características do que é o Amor e a Paixão.

Amor:

O amor cresce devagar, como se fosse uma árvore, e continua crescendo mesmo depois de perceber que a outra pessoa dá suas mancadas. O amor está interessado no bem-estar e felicidade do outro. 
Esse sentimento se dedica exclusivamente a uma pessoa; ele sonha, mas sem exageros. Ele consegue e sabe equilibrar os sonhos com a realidade sem deixar a peteca cair, seja escola, no trabalho ou norelacionamento familiar.

Para quem ama, o relacionamento espiritual e emocional é mais importante do eu a 
atração física, por isso a pessoa gosta de estar com a outra por amizade, companheirismo e carinho. O amor não finge; ele é o que é; não tem medo de mostrar suas falhas e virtudes. O amor é verdadeiro!

No amor, existem muitas afinidades, 
interesses comuns familiares, alvos, valores, atividades em comum, por exemplo, ministério na igreja ou apenas bate-papo. Dessa forma, os pais das pessoas envolvidas gostam dele(a) e o(a) incentivam a conhecê-lo(a) melhor, apoiando-as e preparando-as, quem sabe, para um futuro casamento.

Paixão:

A paixão surge como 
um raio numa tempestade, cortando o céu. Ela acontece porque você achou ele (a) o máximo, sem ter a mínima idéia de suas qualidades e seus defeitos como pessoa. Existe um interesse implícito de conseguir alguma coisa, como: sexo, segurança, carinho, etc. Dessa forma, alguém pode estar apaixonado por muitas pessoas ao mesmo tempo.

O apaixonado vive nas "nuvens", fora de órbita e da realidade que o cerca. Ele valoriza e acredita que o visual da outra pessoa é fundamental e, dessa forma, ele gosta de estar com a outra pessoa pela excitação sexual que ela provoca. Uma pessoa apaixonada usa "máscaras", "capas" para estar "agradando" e não decepcionar o outro. Na paixão não existem afinidades fortes e definitivas; ela é mais física do que emocional ou espiritual. Quando existe paixão, normalmente os pais dos "namorados" acham que é preciso que eles dêem mais tempo antes de pensar em algo


Nenhum comentário:

Postar um comentário