terça-feira, 30 de agosto de 2016

Testemunho de Priscila Medeiros

Após um relacionamento que não agradava ao Senhor DECIDI esperar e viver o melhor de Deus!

Resultado de imagem para amor

 “Eu tinha acabado de entrar para o Exército com mais 7 meninas, porém o Comandante iria escolher uma das 8 para dar suporte a um militar que estava construindo o museu do Quartel. Quem foi a escolhida? Justamente eu que não queria e estava apavorada com essa novidade. Humanamente falando fui escolhida por ser a única formada em Marketing e ter o perfil para trabalhar com o público mas eu não queria estar nessa função.

Logo quando me apresentei para trabalhar com essa pessoa, fiquei muito receosa. Trabalhei com ele por 2 anos, quando o mesmo pediu férias especiais por 1 ano, para cuidar de sua esposa que estava com câncer. Passado 1 ano, ele voltou e ela já estava em fase terminal. Foi quando recebi a missão de ajudá-lo, já que fazia parte de minha profissão (Relações Públicas). Fiquei 3 meses entre visitas e orações no hospital, aproveitando cada oportunidade para levar a salvação de Jesus àquela família. Aquele homem quase ficou maluco querendo até mesmo tirar a sua própria vida por achar que não suportaria ficar sem sua esposa, que tinha falecido. Não queria mais falar com ninguém, nem mesmo comigo. Mas eu só orava e pedia para Deus consolá-lo.

4 meses após, época de um retiro evangélico que eu trabalhava há mais de 4 anos, peguei uma ficha de inscrição que sobrara e fiz o convite para que ele participasse. Deus estava me incomodando a fazer isso, e então eu fiz. Eu disse a ele que se ele fosse àquele lugar com fé, Deus o curaria daquela dor. Naquele momento fui surpreendida ao ouvi-lo dizer “vou dar uma oportunidade para DEUS”.

Era um final de semana e chegando lá, JESUS começou a tratar o seu coração. Ele chorava como uma criança e no último dia, no domingo a noite após o encerramento, aquele homem pediu para falar em público, para uma multidão de quase 200 pessoas. Ele começou a agradecer e dizer que tinha chegado ali sem esperança, sem fé e com vontade de morrer, mas que a partir daquele final de semana ele estava tornando a ter vontade de viver, sabendo então que ali ele viu que DEUS existe. Foi impactante ver isso e fiquei com o meu coração cheio de gratidão por ter levado mais uma vida a conhecer de verdade o senhor JESUS.

Depois disso ele me agradeceu por tudo e passado 4 meses, o mesmo me pediu em namoro.

Fiquei assustadíssima (rsrs) pois eu estava esperando no Senhor há 3 anos, depois de passar por um relacionamento que desobedecia ao Senhor. Eu tinha feito uma aliança com Deus onde eu só me envolveria com aquele que fosse a promessa D’Ele para minha vida. Com aquele convite, comecei a orar mais ainda pois eu não queria correr o risco de me relacionar novamente com alguém que não fosse “o presente de Deus” para a minha vida, e que se fosse ele mesmo, que fosse gerado no meu coração um amor muito grande para suportar toda aquela situação.

Eu jovem, cheia de planos, sonhando em casar, de repente aparece um homem recém-viúvo, o que eu poderia pensar? Contudo, o que faz diferença é saber que Deus abre portas onde não existe, e que faz coisas que para o homem parece difícil.

Deus colocou no meu coração um amor muito grande e então eu aceitei o convite. 4 meses após, ele pediu a minha mão em noivado, e de surpresa. O respeito por mim foi incrível ! Isso foi uma das coisas que mais me surpreendeu e me alegrou ! Me tratou melhor até mais do que muitos jovens solteiros.

Depois de 6 meses de noivado, nos casamos, e cada detalhe do casamento foi uma experiência que gerou amadurecimento espiritual para os 2. Estamos muito felizes e certos de que foi Deus quem escreveu a nossa historia e nos uniu. Já somos pais de uma linda menina que se chama “Hadassa” (Ester).

O QUE EU TENHO PARA FALAR A VOCÊS É QUE VALE A PENA ESPERAR EM DEUS. A COMUNHÃO COM O SENHOR NOS ESCLARECE SE AS OPORTUNIDADES QUE ESTÃO DIANTE DE NÓS SÃO AS QUE O SENHOR PREPAROU PARA NOS ABENÇOAR.

UM BJO NO CORAÇÃO DE TODOS!


PRISCILA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário