sexta-feira, 21 de julho de 2017

Mulheres que trabalham e que não trabalham

Resultado de imagem para gif pensando

Pessoal,

Hoje o assunto é sobre as mulheres “do lar”, para reflexão dos homens.

É bem verdade que nos dias atuais as mulheres são preparadas para o mercado de trabalho e muitas se casam tendo seu próprio emprego e vida profissional. É importante frisar que trabalhando ou não a mulher que deseja se casar deve estar preparada para cuidar COM QUALIDADE do seu lar, ainda que ela possua condições de contratar uma ajudante. Então como a sociedade atual está acostumada com a mulher também empenhada nas rotinas profissionais, desvalorizam um pouco aquelas que são “do lar”. Alguns casais chegam ao acordo de apenas o marido trabalhar fora porque a esposa ganha pouco e não compensa o que ganha, ou porque perceberam que seu trabalho profissional é muito intenso e a impede de cuidar da sua família com mais zelo, interferindo negativamente no casamento, criação dos filhos e rotinas do lar. Em outros casos a mulher é “do lar” porque ficou desempregada, enfim. Mas o ideal é que haja esse acordo entre ambos uma tomada de decisão a respeito. Enfim, há muitos motivos, e se há um acordo para isso com o casal, não há nada que desvalorize essa mulher se ela usa essa DISPONIBILIDADE como uma OPORTUNIDADE para ser uma esposa, mãe e dona de casa mais com mais qualidade.

Então homem, se você associa uma esposa do lar porém dedicada, à uma mulher DESOCUPADA, desconstrua isso, porque os serviços de casa são contínuos e dão muito trabalho e são tão cansativos quantos os seus. A diferença é que o trabalho de casa não tem recompensa financeira, tendo que ser feito diariamente gostando ou não. Pense que, enquanto você trabalha fora sua esposa prepara tudo para que você encontre uma casa organizada, limpa, comida gostosa e quentinha, e mais disposição para cuidar do marido!

E se sua esposa trabalhar fora, valorize-a também considerando sua múltipla jornada!

Pense nisso! 
Juliana Meni

Nenhum comentário:

Postar um comentário