quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Guardar o coração é:


Trechos do livro "O valor de estar solteiro", de Simone Messina

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida" Provérbio 4.23

Resultado de imagem para pensando

"Apesar de bem conhecida, a citação é pouco compreendida em sua profundidade...

Como a própria Palavra diz, do coração procedem as fontes de vida, ou seja, é no coração que podem surgir as más intenções, as más interpretações, o pecado e o engano. É como se o coração fosse a direção de um carro, que o guia para onde desejar. Por saber que o coração é enganoso [Jeremias 17.9], podemos ser levados para lugares perigosos, colocando em risco a nossa vida em diversos aspectos. Porém, quando nos dispomos a guardar o nosso coração, o colocamos nas mãos do Senhor, para que essa direção seja dEle e não nossa, tornando-nos seguros em nossa caminhada. Mas que atitudes podemos ter para guardar o coração?

Guardar o coração é:

- Entregar 100% dos seus sentimentos a Deus: tudo o que você entrega, no altar do Senhor , como uma semente, o inimigo nãosei poderá tocar, pois Deus é quem estará cuidando. 

- Proteger suas emoções, utilizando-se da razão: você precisa abrir os seus olhos para a realidade, cuidando para não idealizar pessoas ou situações."

- Estabelecer e respeitar os limites dos relacionamentos: geralmente cada pessoa sabe bem que atitudes podem fazê-la ultrapassar os seus limites dentro de um relacionamento, portanto, seja cuidadoso.

- Não alimentar expectativas que não poderão ser supridas: se você não está preparado para um relacionamento, seja na maturidade física, emocional ou espiritual, não há por que dar vazão a interpretações românticas mos relacionamentos.

- Entender que todas as coisas têm um tempo certo para acontecer e que, por determinados períodos, certos sonhos já revelados, pelo Espírito Santo, precisam ser mantidos em segredo: se Deus já ministrou ao seu coração acerca do que Ele fará em sua vida sentimental, não se precipite em expressá-lo, aguarde, pois, o tempo oportuno.

-Zelar contra a "aparência do mal" (1 Tessalonisenses 5.22), para que nada nem ninguém possa arruinar o melhor que está por vir: existe uma "nuvem de testemunhas  ao nosso redor" (Romanos 12.1-3) com olhos atentos ao nosso procedimento, principalmente na área de relacionamentos. Se não estivermos atentos, pequenas atitudes poderão ser mal interpretadas, gerando maledicências que poderão colocar em risco o que está para se  cumprir.

- Discernir a paixão do amor, agindo conforme este, que é sempre benigno, paciente e tudo espera: o amor não tem pressa, não é ansioso e nem fica cobrando do outro.

- Ter cuidado com quem se compartilha os sonhos, buscando, como confidentes, as pessoas que vivem por princípios bíblicos: A Palavra de Deus diz que não devemos andar segundo o conselho dos ímpios (Salmo 1.1). Ainda assim, tenha muita confiabilidade das pessoas para quem você expõe seus planos. Não compartilhe com muitas pessoas, preserve o seu sonho.

- Frear o desejo de verbalizar os sentimentos românticos antes do tempo e da oportunidade adequada: isso, porque a exposição do que você sente para outra pessoa gera um desejo cada vez mais intenso de estar próximo a ela, e , se o tempo não for adequado, haverá risco de ambos ultrapassarem os limites no relacionamentos.

- Distinguir o sentimento ilusório, que vem do Espírito Santo: é preciso identificar a origem do sentimento, pois há sentimentos que são momentâneos, decorrem de atração física e não servem de base para um relacionamento duradouro. O sentimento que é gerado  pelo Espírito Santo traz paz, certeza, alegria e tranquilidade ao coração (Colossenses 3.14) .

- Identificar as possíveis setas malignas e combate-las, logo que percebidas: o inimigo veio para roubar, mayar e destruir (Joao 10.10a), e o campo de batalha é a sua mente! Você poderá ser tentado a relativizar ou até mesmo burlar os princípios bíblicos pata fazer aquilo que lhe convém. Talvez, sua mente seja tomada por pensamentos de inferioridade ou rejeição na questão de relacionamentos. Não aceite isso! E quando tudo der certo, também poderá acontecer de você se sentir tentado a duvidar se o que está acontecendo é mesmo de Deus ou não...

- Vigiar para manter a santidade do corpo, da alma e do espírito: cuide com os seus sentidos. O que você vê, fala, sente ou ouve pode influenciar em sua santidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário